Siga a gente!

terça-feira, 11 de abril de 2017

Entre as princesas Disney, quem é a leonina?





Merida, a impetuosa princesa das Highlands escocesas, determinada a assumir o controle de seu próprio destino.





Embora careça do extremo cuidado com a aparência, uma das principais características do signo que representa (culpa do ascendente ou do decanato, explicariam os astrólogos, embaraçados)...





... uma vez que Merida é uma moleca que foge do espelho, preferindo muito mais o seu arco e flechas, todos os outros traços de personalidade normalmente atribuídos aos leoninos abundam nessa exuberante princesa.





E talvez seja por ela se preocupar mais com suas qualidades interiores do que com o seu exterior que seus criadores lhe tenham inventado um nome baseado em  "mairead", que no idioma céltico dos ancestrais da personagem quer dizer "pérola". E é assim mesmo que ela é: "casca-grossa" por fora, como uma ostra, escondendo em seu interior a beleza e preciosidade de uma joia de incalculável valor.





Essa ruivinha corajosa, decidida e independente até as raízes de seus revoltos cachinhos que formam – bem a calhar – uma portentosa juba, nasceu para ser líder: não tem dúvidas sobre o que fazer, confia em suas habilidades e tem total segurança quanto às suas capacidades.







Resumindo, "ela é mais ela" e não precisa de ninguém para se destacar ou ocupar o seu lugar no mundo: faz isso por seus próprios méritos. Não teme obstáculos e emprega toda sua ambição, energia, bravura e talentos para conquistar seu objetivo.





É por tudo isso que Merida decide desafiar a antiga tradição de seu reino e se recusa a escolher entre os primogênitos dos outros três clãs, inscrevendo-se no torneio para conquistar sua liberdade e não ter que dar sua mão em casamento a nenhum daqueles rapazes que, cá pra nós, não chegam aos seus pés.






Ela vai lá, prova o seu ponto de vista, mas não tem ideia do preço que sua altivez (outro traço autenticamente leonino) pode custar: o caos em seu reino e a severa reprovação de sua mãe, levando-as a uma dolorosa discussão e completo desentendimento.







Como todo conto de fadas tem que ter um fundo moral, uma lição de vida é ensinada a Merida por uma bruxa (!?): às vezes, é preciso ceder visando um bem maior. Mas é ensinada de uma forma, digamos, um tanto tortuosa.





Descobrindo a duras penas que a história que sua mãe lhe contara para convencê-la sobre seu dever era verdadeira e não mera lenda...











... a princesa emprega outra característica bem leonina – a generosidade – para salvar seu reino e desfazer o feitiço que transformou sua mãe em urso. De forma altruísta, está disposta a voltar atrás e declarar que irá escolher entre os três pretendentes, em nome da paz, quando sua própria mãe a dissuade, convencida agora de que a filha era quem tinha razão. Dessa forma, o laço de afeto que fora rompido se recompõe e o feitiço é desfeito.





Quer saber? Para nós, a verdadeira moral da história não tem nada a ver com a lição da bruxa. O que constatamos com Merida e sua mãe é o que todo leonino já sabe: por sua notável sensatez e percepção do mundo, ele quase sempre tem razão, mesmo que às vezes, devido às circunstâncias, pareça que não tem! Morram de inveja, demais signos, os leoninos são o máximo!





Confira as Princesas Disney dos outros signos:

Librianos

Aquarianos

Geminianos

Escorpianos

Virginianos

Taurinos

Piscianos

Cancerianos

Sagitarianos

Capricornianos

Arietinos



A bela arte da neozelandesa Kristina Webb

Nenhum comentário:

Postar um comentário