Siga a gente!

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Oscar 2017

Dois leoninos levaram a estatueta em categorias principais.



Viola Davis (11/08), vencedora de Melhor Atriz Coadjuvante por Um Limite Entre Nós. Confira a homenagem que o Blog dos Leoninos fez a ela aqui.




Casey Affleck (12/08), vencedor de Melhor Ator por Manchester à Beira-mar

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Para quem não gosta de Carnaval...


Curta um filminho nesse especial da série “encontro em cena” com os leoninos Nikolaj Coster-Waldaum (27/07) e Brenton Thwaites (10/08) em Deuses do Egito (2016).





Assista ao filme completo dublado:





Trailer:




Fuja do Carnaval com os filmes (para todos os gostos) deste especial da série "Encontro em cena" em outros signos:

Blog dos Librianos (cinebiografia)

Blog dos Aquarianos (thriller/comédia)

Blog dos Taurinos (comédia romântica)

Blog dos Piscianos (suspense/ação)

Blog dos Escorpianos (romance/drama)

Blog dos Geminianos (musical)

Blog dos Virginianos (comédia)

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Hoje é o dia mundial dos gatos.

Sem essa de disputar Gatos X Cachorros, por favor! Os dois, bem como todos os demais animais, são preciosos. O problema está é com os seres humanos que, entre outras boçalidades, criam essas rixas inúteis. Não é preciso escolher: ame todos e você será amado de volta por eles em dobro, com o amor mais puro e sincero!




Com os gatos no abismo da loucura

 Certa noite, Louis Wain (05/08) e a esposa, Emily, acolheram um filhotinho de gato preto e branco que escutaram miando na chuva e o chamaram de Peter. Três anos depois, Emily começou a sofrer de um câncer no seio e a companhia do gatinho era o que a confortava e distraía. 

Wain e Peter


Com isso, Wain, que já tinha uma bem-sucedida carreira de ilustrador de cenas campestres e animais variados para periódicos, passou a fazer vários esboços e sketches do animalzinho para alegrá-la, e que foram ficando tão bons que a esposa o incentivou a publicá-los. Embora Emily não tenha vivido para ver esse sonho concretizado, isso de fato acabou acontecendo, e os desenhos cômicos de Wain retratando gatos em diversos contextos humanos foram se tornando cada vez mais antropomórficos e fizeram enorme sucesso, virando o tema único do artista e sua marca registrada. 







Sobre o gatinho Peter, Wain certa vez admitiu agradecido: “Devo a ele, sem dúvida, o alicerce de minha carreira, o desenvolvimento de meus esforços iniciais, e o reconhecimento do meu trabalho”. Peter pode ser identificado em muitos dos primeiros trabalhos publicados pelo ilustrador. Pelos 30 anos seguintes, Wain foi um artista prolífico, com uma produção de centenas de desenhos por ano. Ele ilustrou cerca de cem livros infantis...







... e seu trabalho apareceu em diversos jornais e revistas, incluindo a Louis Wain Annual, publicada de 1901 a 1915. Seus desenhos também foram reproduzidos em cartões postais que, hoje em dia, são disputados a tapa por colecionadores. 





No início dos anos 1920, entretanto, ele começou a mostrar sinais de esquizofrenia e foi internado em um hospital psiquiátrico, onde continuou a pintar gatos até sua morte, aos 78 anos, em 1939. Com a progressão da doença, seus desenhos passaram a refletir a irreversível fragmentação de sua consciência e o terror crescente, passando gradualmente do estágio inicial, em que só os fundos das pinturas começavam a apresentar padrões abstratos...



... até o total fracionamento das imagens, quando as figuras dos gatos se tornam cada vez mais fractais e ameaçadoras. 




















Veja homenagens aos felinos nos outros signos:

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Nosso repúdio a um Congresso que não representa os brasileiros, apenas os próprios interesses espúrios.

Com destaque aos retrógrados e medievais Valdir Colatto (deputado federal) e o senador Otto Alencar, autor da PEC da vaquejada...

Otto Alencar rindo da cara dos otários, isto é, nós, o povo brasileiro.


... que foi votada em regime de urgência ontem e aprovada com igual urgência por senadores em sua maioria corruptos e que têm interesses escusos na criação de gado e na venda de cerveja nos eventos.


Senadores a favor do atraso, da violência e de mais grana no próprio bolso se reúnem para comemorar após a votação.


O preocupante em relação ao senador e ao deputado federal Valdir Colatto...

Valdir Colatto e seu inegável cabelinho acaju de farmácia.


... e suas pautas retrógradas é que eles querem voltar atrás vários avanços do Brasil. Os próximos projetos de Colatto são liberar a caça de animais silvestres (pra que serve o Ibama, então?) e, medieval como ele só, a rinha de galo, coisa que está sepultada desde o início dos anos 60. Se bobear, o próximo projeto deles, já que andam na contramão da evolução da humanidade e da modernidade, será a volta da escravidão no Brasil inteiro. Ué, seria inconstitucional? A vaquejada também era e Otto Alencar apresentou uma PEC que mudou isso. O inferno é o limite para Otto Alencar, Valdir Colatto e seus cúmplices.



domingo, 5 de fevereiro de 2017

Os signos e a morte: homenagens póstumas e sepulturas singulares. (1)




Victor Noir, pseudônimo de Yvan Salmon, nascido em 27 de julho de 1848, foi um jornalista francês que, aos 21 anos, foi morto em 10 de janeiro de 1870...




 ... com um tiro disparado pelo príncipe Pierre-Napoléon Bonaparte, o poderoso primo de Napoleão III. Seu assassinato provocou forte indignação pública – entre outras coisas, porque o jovem estava com o casamento marcado para o dia seguinte – e reforçou a hostilidade ao Segundo Império, em um momento em que Napoleão III já havia se tornado impopular. Noir fora incumbido de organizar um duelo entre o seu editor-chefe, que se considerava ofendido pelo príncipe e este. 





O infeliz mensageiro foi morto por um tiro da arma do impulsivo príncipe, e acabou por se tornar um símbolo do republicanismo: dois dias após sua morte, mais de 100 mil pessoas se juntaram ao seu cortejo fúnebre até um cemitério em Neuilly.  





A resposta popular foi ainda maior, resultando em várias manifestações públicas violentas e que abriram caminho para a queda do regime, quando Pierre Bonaparte recebeu o veredicto de inocente. 





Em 1891, com a Terceira República consolidada, seus restos foram transferidos para o cemitério Père Lachaise, em Paris, e foi encomendado ao escultor Aimé-Jules Dalou, um fervoroso defensor da República, um monumento fúnebre que o homenageasse. 





O artista resolveu retratar Noir no momento de sua morte, quando tombou diante do número 27 da rue d'Auteuil, às duas da tarde, após ser atingido no peito por um dos seis tiros disparados pelo príncipe, fugir pelas escadas e despencar da varanda. O escultor fez questão de congelar o momento da forma mais realista possível: a boca entreaberta, os pés separados, o sobretudo desabotoado, os braços sem vida estendidos ao lado do corpo com as mãos enluvadas, o chapéu rolado para adiante... Seu toque pessoal foi a inegável ereção que a estátua ostenta, com a qual o escultor quis frisar duas coisas: a não consumação do casamento tão próximo e a coragem de enfrentar os poderosos, traduzida em acintosa virilidade.







  O tempo passou, a história do jornalista foi esquecida pela grande maioria, mas os que visitavam o famoso cemitério, que abriga as sepulturas de muitas personalidades, como Jim Morrison, Édith Piaf, Oscar Wilde, Maria Callas, Yves Montand, Simone Signoret, Molière, Chopin, Allan Kardec e muitos outros nomes célebres, não puderam deixar de reparar na ereção. E aos poucos foi surgindo a superstição que fez com que o túmulo de Victor Noir seja mais visitado do que os dos famosos: reza a lenda que depositar uma flor no chapéu da estátua e tocar seus pés, depois de beijá-la nos lábios e esfregar seus genitais, pode trazer fertilidade, uma vida sexual feliz, ou até mesmo um marido dentro de um ano. E como tem gente que acredita nisso! A ponto de tais partes do monumento terem perdido a oxidação esverdeada do bronze:











 Você quer conhecer quem fez esse magnífico trabalho de polimento do bronze? Foram elas...

















Temendo-se um desgaste da obra, em 2004 ela foi cercada, mas um clamor popular fez com que a medida de proteção fosse derrubada e, hoje, o túmulo do coitado do Victor Noir continua sendo ultrajado por hordas de turistas:






Essa se empolgou!


Gente...


"– Também quero um marido!"
"– Não faça isso, querido, pense nos nossos filhos!"


"Aproveita, vô, que a vó tá lá no Jim Morrison!"


O amor é lindo. Ah, se todo mundo pegasse num pau de estátua...


"Pessoal, vamos formar uma fila agora", explica o guia.



Veja homenagens póstumas e sepulturas singulares em outros signos:




Blog dos Geminianos

Blog dos Virginianos


Blog dos Sagitarianos

Blog dos Capricornianos

Blog dos Arietinos